As grades do Pecado: Bebida alcoólica

“Não vos embriagueis com vinho, que é uma fonte de devassidão, mas enchei-vos do Espírito!” (Ef 5, 18)



O álcool está entre as drogas mais populares da nossa sociedade, até mesmo porque seu uso é permitido por lei. Os meios de comunicação investem alto em propagandas das bebidas alcoólicas, mas, mesmo sendo muito comum o uso dessa droga, em todas as camadas sociais, seu efeito é extremamente destrutivo para a saúde do usuário e também para as pessoas que estão ao redor.

O álcool no organismo de imediato causa euforia, desinibição, mas logo depois vem o período de depressão, descontrole, falta de coordenação motora e sono. Um efeito conhecido do uso do álcool é a ressaca, onde o usuário tem fortes dores de cabeça, além disso, com um uso elevado, a droga ainda pode causar perdas de memória do momento do uso, isso porque, o álcool afeta diretamente os neurônios, que, são as únicas células do corpo que não se reproduzem ou regeneram, portanto, o uso do álcool prejudica diretamente o raciocínio, a memória e o aprendizado, destruindo tais células.

Além dos fatores físicos relacionados ao uso do álcool, existem diversos fatores sóciais e emocionais. São muitas as famílias que sofrem por ter alguém viciado em álcool dentro de casa, na maioria das vezes são os homens que trazem o problema, e com a dependência, porque o álcool causa dependência, traz a violência. O número de mulheres que sofrem violência dentro de casa pelo uso do álcool cresce a cada dia, também as crianças, que são agredidas e que presenciam as agressões dentro de casa. Além dos milhares de acidentes de trânsito causados por motoristas embriagados, quem nunca recebeu um e-mail que mostra acidentes de trânsito causados por álcool? Infelizmente os meios de divulgação não mostram isso, porque o dinheiro é colocado por eles acima da vida.

Não pensemos que somente quem é alcoólatra experimenta desses males, geralmente os acidentes de trânsito e as mortes são causados por homens, mulheres, jovens, que bebem só no fim de semana.

O uso do álcool é uma grande desvalorização a vida, tanto pela minha saúde, que é destruída, quanto pelas vidas das pessoas que são estragadas pelo vício. O catecismo da igreja ensina que a repetição de pequenos pecados gera os vícios e que esses são pecados graves(CIC 1876), portanto, além de tanto mau físico, a bebida alcoólica causa um mau espiritual, seu uso é pecaminoso, e não importa a quantidade. Só existe indústria se o produto é vendido, logo, todos que compram uma cerveja, ou qualquer bebida está mantendo, alimentando essa indústria de morte, portanto, não podemos pagar dízimo pro demônio, não posso alimentar e contribuir com a morte, assim como quem compra uma camisa da canção nova ajuda na evangelização, mesmo sem estar lá, mesmo sem pregar lá, ou até mesmo sem nunca ter ido lá, assim aquele que compra uma garrafa de cerveja contribui e participa das mortes no trânsito, nos espancamentos dentro de casa, nas mortes por cirrose!

Caros irmãos, a bebida alcoólica possui uma rede de pecado, que já começa na propaganda, apelando para a sexualidade dos homens, associando a imagem do uso do álcool com felicidade, prosperidade, sexo e beleza. Mostra a euforia do mundo, mas não tem coragem de mostrar a realidade, não mostra as famílias destruídas, nem as que da pela álcool, é só ajudar a manter essa indústria, comprando e usando as bebidas. Amado, nosso dinheiro precisa ser santo, na forma como eu ganho, mas também na forma como eu gasto, jovens profetas, nós precisamos nos decidir 100% pelo Senhor, e não ficar com um pé no mundo e outro na igreja.

Precisamos tomar posso e viver nossa liberdade de Cristãos, aquele que peca é do demônio, mas quem nasce de Deus não peca, pois Cristo veio na carne destruir as obras do demônio (I Jo 3, 8-9), portanto, não podemos agora alimentar tais obras, e não podemos ter medo de denunciar, infelizmente muitos profetas têm se calado, e até homens de Deus tem pregado o contrário, mas não podemos cair nas mãos do demônio através dos vícios, e o alcoolismo é um desses vícios. Não pensemos que todos começaram bebendo todos os dias e grandes quantidades, todos começam com pouco, toda a droga é assim, com o tempo o corpo cria tolerância, e eu preciso de uma quantidade maior. Mesmo que sejamos controlados, o meu pequeno uso, alimenta a destruição de outro.

Nosso corpo é templo do Espírito Santo, precisamos cuidar dele, respeitá-lo e amá-lo, glorificar a Deus no nosso corpo, somos membros de Cristo, por isso tudo me é permitido, mas nem tudo me convém (I Cor 6, 12-20). Irmãos, não desprezemos nosso valor de Filhos de Deus, sejamos santos, e ajudemos nossos irmãos a serem também. Quantos Jovens transaram a primeira vez sob o domínio do álcool? Quantos não dizem palavras duras, que machucam, que ferem? O álcool jamais nos faz ficar mais fortes, mais caridos ou corajosos, no máximo, mais irresponáveis e inconsequentes. Sejamos fortes e corajosos, digamos não, vivamos nosso sim a Cristo, sejamos jovens profetas!



Deus abençoe!


Carlos Maximiliano
Grupo de oração Poder de Deus
Vila Velha

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

0 Response to "As grades do Pecado: Bebida alcoólica"

Postar um comentário