Nossa Vocação é Amar!

“Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.” (I Jo 1, 8)

Você deseja viver uma grande história de amor? Deseja se consumir ardentemente por um amor que não tem fim? Pois bem. O apóstolo João, o apóstolo do amor, aquele que Jesus amava, o jovem João, que esteve com o mestre até a cruz, chega ao ápice da teologia, ao ápice daquilo que podemos entender sobre conhecimento de Deus, chega como que a desabafar, não podemos ao certo saber se essa afirmação de João foi um grito ou um sussurro, mas seja qual for a entonação ela não perde a poesia: Deus é amor! João diz, Deus é todo amor! O mesmo apóstolo também diz: “Deus amou o mundo de tal forma que deu seu único filho!” (Jo 3, 16). João foi fascinado por esse amor!

Se viemos desse Deus amor, se nascemos de novo em Cristo, que é a demonstração máxima de amor, devemos também nós, nos consumir de amor! Viver radicalmente o mandamento que resume a lei, amar a Deus sobre tudo e ao próximo como a ti mesmo! A ordem não pode ser alterada, porque eu só amarei ao meu irmão a partir de um profundo amor a Deus. Amar aqueles que nos odeiam, amar os inimigos é a missão digna de recompensa como ensina Jesus (Mat 5, 46). Apoiar o nosso coração em Deus, é seguir seu exemplo, Ele que faz nascer o sol sobre bons e maus, como seus filhos devemos observar o seu exemplo (Mat 5, 45).

Amar como Jesus amou exige uma radicalidade de amor que supera o nosso entendimento, porque foi dito pra fazermos aquilo que gostaríamos que nos fizessem, mas Jesus amou além, Jesus fez por nós uma coisa que sabia que muitos não seriam capazes de fazer, o amar o outro do evangelho, é fazer aquilo que temos certeza que o outro não faria por nós, e mesmo assim fazer, é não querer recompensa. Jesus não barganhou a nossa salvação, sabia que seria rejeitado e até mesmo combatido, sabia que os sábios da humanidade tentariam provar pela ciência que sua história era uma farsa, sabia que pessoas viveriam ignorando sua existência e sabia que alguns de seus filhos iriam adorar o demônio. Mesmo assim, ele deu sua vida por todos, e deseja que todos se salvem (I Tm 2, 4), mesmo não obtendo de muitos nenhum retorno dessa entrega.

A sociedade de hoje prega e vive o individualismo. As pessoas não querem amar aqueles que têm defeitos, geralmente amamos aquilo que as pessoas podem nos oferecer, o amor perdeu a gratuidade. Eu só amo a pessoa que me fez feliz, e não: “A pessoa me faz feliz porque eu a amo!” O mundo tem sido interesseiro, nosso amor tem sido uma barganha! Até com Jesus fazemos isso. Quantas pessoas não têm procurado esse Jesus milagreiro dentro de igrejas pentecostais, procurando aquilo que Jesus pode fazer por elas, e não procurando uma vida nova em Cristo! Até mesmo dentro da RCC, muitos procuram os retiros e encontros, até mesmo os grupos de oração atrás de curas, milagres, consolo! Lá existe isso, muito, mas preciso buscar Jesus em primeiro lugar, as outras coisas serão dadas em acréscimo! (Mat 6, 33)

Pra que eu viva de forma verdadeira essa história de amor, eu preciso viver o amor em minha história! Viver sem julgamentos! Um dia um monge passeava com seus discípulos na beira de um rio. Como a correnteza ia forte, a água bateu na beirada e levou pra dentro dela um escorpião que passeava pela margem. O monge depressa estendeu sua mão e retirou o escorpião, ao tocar nele o animal o feriu com sua calda, por causa da dor, ele acabou soltando o animal de novo na água, ele decidido, apanhou uma vara e mais uma vez retirou o escorpião, que saiu são e salvo.

Seus discípulos o questionaram: “Mestre porque salvar esse animal traiçoeiro, que mesmo depois de sua ajuda, te feriu e o senhor insistiu em o ajudar?” Ouvindo isso o monge respondeu: “Ele agiu de acordo com a natureza dele, eu agi de acordo com a minha!”

Como nós temos agido? Com que natureza? Nossa natureza de cristão nos manda amar, é nossa vocação, porque sem amar, de nada vale todo o resto (I Cor 13, 1-3). É preciso viver o amor em nossa história, Jesus não nos mandou amar e ser amado, Ele nos mandou amar, e se eu amo sem condições, a minha história passa a ser história de amor, e se o amor entra na minha história, Deus que é amor, também entra, e minha história passa a ser história de salvação!

Carlos Maximiliano
Vila Velha - ES
Grupo de Oração Poder de Deus

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

0 Response to "Nossa Vocação é Amar!"

Postar um comentário