Nosso Chamado


“Ninguém te despreze por seres jovens. Ao contrário, torna-te modelo para os fiéis, no modo de falar e de viver, na caridade, na fé, na castidade.” (I Tim 4, 12)

Paulo é ousado em Espírito o suficiente para deixar o jovem Timóteo em Éfeso, com a responsabilidade de pastorear aquela comunidade e ainda ensinar a sã doutrina para os novos cristãos, e permanecer firme no combate as heresias correntes em seu tempo. Podemos ver que não é de hoje que um rosto jovem passa incredulidade para aqueles que o ouvem. Como jovens lutamos contra o pré-conceito contra nossa fase de vida, onde o mundo nos coloca irresponsáveis, inconseqüentes, sem interesse pelas coisas ditas “sérias”. Paulo quebra o protocolo numa sociedade preconceituosa e deixa o jovem Timóteo à frente do povo. Ousadia essa proveniente do Pai, que também já havia escolhido Josué, Davi, Jeremias, e tantos outros, que tiveram a força da sua juventude ungida pela força do alto.
A ordem de Paulo ecoa até nós, jovens católicos desse século. Permanece firme na caridade! Nunca esqueça que fazes parte de um corpo místico que é a igreja, feita por muitos irmãos, que são seus membros e precisam uns dos outros, e precisam ser amados e acolhidos, e precisam experimentar o amor de Deus através de cada um de nós. O sorriso sincero, o abraço desinteressado de um jovem é remédio de muitos males, e cura carências, depressões. A mão estendida do jovem tem força pra levantar muitos!
Permanece firme na fé! Porque se estiveres firme na rocha da igreja não serás derrubado pelas investidas contra ti. Serão muitas! Mas a base sólida de pedra, feita pelo Próprio Cristo, que é a igreja católica, sustenta e alimenta pelos sacramentos a sua santidade, o seu testemunho. A Eucaristia é o alimento celestial do corpo e da alma, é a comunhão perfeita entre mestre e discípulo, na comunhão eucarística é realizada a excelência do casamento, onde o noivo Jesus e a noiva Igreja tornam-se uma só carne. A intercessão incessante da bem aventurada Virgem, que se une a nós em oração dá força ao nosso clamor, fazendo chegar ao ouvido de Jesus aquilo que suplicamos. A unidade que se dá pela obediência a Pedro, torna cada vez mais a igreja una, enquanto a comunhão do corpo de Cristo e a intercessão de Maria a tornam santa! Assim nossa rocha se faz sobre esses três pilares: A eucaristia, Maria e o Papa!
Permanece firme na castidade! E não só na castidade em relação ao sexo, mas em todos os aspectos. Jovem é o evangelizador privilegiado de outros jovens! E como evangelizadores, não podemos esquecer que “a primeira forma de evangelização é o testemunho” (RM n. 41). A esperança de santidade dos outros jovens vai partir do testemunho que damos. Ser santo é bom demais! E isso precisa ficar claro no meu viver, no meu modo de falar. Castidade é sinônimo de luta, e nessa luta temos o auxílio da graça, enquanto o pecado nos afasta da graça de Deus (CIC 1850, 1853), a santidade dá liberdade a ação do Espírito, que testemunha nossa adoção filial de Deus em Cristo (Rom 8, 15-16). Somos nova criatura, e vivemos pelo Espírito, “por isso, o pecado não nos dominará, porque não estamos sob a lei, mas sob a graça!” (Rom 6, 14).
Nosso chamado é evangelizar, levar Cristo aos irmãos, partilhar do amor de Deus que foi derramado em nossos corações (Rom 5, 5), permitir que o irmão conheça o Cristo que vive em mim, o Cristo que mudou minha vida. Pra muitos jovens, o único contato com o evangelho poderá ser a vida transformado de outro jovem. A pregação é isso, a continuação do evangelho, porque aquele que prega o evangelho, se junta a Marcos, Mateus, Lucas e João pra testemunhar a ação de Cristo em sua vida, pra proclamar aquilo que viu e ouviu, com a força do espírito, o evangelho é a ação e a vida de Cristo, que ainda vive, que ainda age em nosso meio, que é o mesmo ontem, hoje e sempre. (Heb 13, 8) A pregação é a atualização da mensagem evangélica, que se encarna na minha vida, “não é somente um discurso ou uma exortação moral, é a proclamação de um acontecimento de salvação que se dá agora, no presente dos ouvintes.” ( SD n. 27)
Quando duas pessoas vão falar bem sério de algo, geralmente se fala: “Vamos conversar de homem pra homem!” ou ainda “vamos resolver isso de mulher pra mulher!”. Por isso, devemos relembrar que a evangelização dos jovens é coisa séria, por isso que seja “de jovem pra jovem!”. Como Deus chamou os jovens, como Timóteo, Josué e Davi, chama hoje cada um de nós. A igreja em seus documentos deixa clara a importância da juventude, no documento número 3 da CNBB, sobre evangelização da juventude, a igreja deixa claro que o jovem não é o futuro da igreja, na verdade o jovem é o presente, chamado a dinamizar o corpo místico e ser o canal evangelizador de outros jovens.
Em discurso aos jovens no Pacaembu, em 2007, o Papa falou sobre as dificuldades dos jovens no mundo, mas disse que se alegrava ao ver uma juventude reunida na presença de Cristo, ao ver uma juventude que encontrou o verdadeiro caminho, e nos envia em missão: “Mas olhando para vós, jovens aqui presentes, que irradiais alegria e entusiasmo, assumo o olhar de Jesus: um olhar de amor e confiança, na certeza de que vós encontrastes o verdadeiro caminho. Sois jovens da Igreja. Por isso Eu vos envio para a grande missão de evangelizar os jovens e as jovens, que andam por este mundo errantes, como ovelhas sem pastor. Sede os apóstolos dos jovens. Convidai-os para que venham convosco, façam a mesma experiência de fé, de esperança e de amor; encontrem-se com Jesus, para se sentirem realmente amados, acolhidos, com plena possibilidade de realizar-se. Que também eles e elas descubram os caminhos seguros dos Mandamentos e por eles cheguem até Deus.



Podeis ser protagonistas de uma sociedade nova se procurais pôr em prática uma vivência real inspirada nos valores morais universais, mas também um empenho pessoal de formação humana e espiritual de vital importância.” O Papa nos quer missionários! Somos a juventude que adora Jesus Eucarístico, somos a juventude católica, nosso chamado é evangelizar outros jovens e levá-los ao encontro com cristo, porque “ao início do ser cristão, não há uma decisão ética ou um grande idéia. Mas o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa que dá à vida um novo horizonte, e dessa forma, o rumo decisivo” (DCE n.1). Precisamos apresentar Jesus aos jovens, para que eles percebam onde está escondida sua vida! (Col 3, 3)


Por isso, vamos rezar juntos: Senhor Meu Deus, nós te louvamos e adoramos, Tu que criastes tudo que existe, pedimos agora, como jovens da igreja, como parte desse corpo místico de Jesus, sendo a nação jovem que adora a eucaristia, pedimos agora a força da santidade que é o Espírito Santo, derrama sobre nós senhor, a força do Teu Espírito, a unção, a coragem, a ousadia, a capacitação de santidade, o batismo no Espírito, batizano-nos Senhor, vem Espírito, vem sobre os jovens do Brasil! Em nome de Jesus, que vive e reina com o Pai e o Espírito Santo! Amém.
Siglas
CIC = Catecismo da igreja católica
RM = Carta Encíclica Redemptoris Missio
SD = Subsídio doutrinal da CNBB, 
“Anúncio querigmático e evangelização fundamental”
DCE = Carta encíclica Deus caritas Est

Carlos Maximiliano
Grupo de Oração Poder de Deus
Vila Velha - ES

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • Twitter
  • RSS

0 Response to "Nosso Chamado"

Postar um comentário